domingo, 11 de setembro de 2011

O World Trade Center e o tesouro de Joan Miró

Ainda consigo me emocionar e fico chocada cada vez que ouço falar dos atentados de 11 setembro. Estivemos no World Trade Center não uma, mas duas vezes.

Passamos horas no observatório que tomava os dois últimos andares da torre, sentados e curtindo a visão dos quatro cantos de Manhattan até o pôr do sol chegar. Indiscritível.

Pouca gente sabe e muito pouco se fala a respeito da tapeçaria de Joan Miró que existia no lobby de entrada das torres. Foi uma das coisas que mais nos chamou a atenção logo que chegamos (somos fãs de Miró, ver uma obra dele ao vivo é de tirar o fôlego): belíssima e gigantesca tapeçaria bem no meio do caminho que o público tinha que fazer para acessar a área turística do complexo. Com os traços alegres e coloridos que eram a marca registrada de Miró.

Segundo conta a história, a tapeçaria foi criada em 1974 e Miró a princípio se recusou a executá-la pois não sabia tecer. Aprendeu o ofício e não fez só a tapeçaria do World Trade Center, como mais algumas outras.  Essa tapeçaria é um dos tesouros que nunca mais foram resgatados depois dos atentados de 11/09.

Tivemos a sorte de fotografá-la (com uma câmera Yashica horrorosa). E com certeza essa foto vai ficar na nossa história:

World Trade Center Tapestry - Obra de Joan Miró no lobby de entrada das torres gêmeas

Achei uma foto bem tirada da tapeçaria, que coincidentemente foi tirada do mesmo ângulo e no mesmo ano (cabalístico hein?):

Créditos da foto: Jordi Gomara

No deck de observação, no 106º andar, havia também uma maquete (adoro maquetes! sempre adorei!) muito bem feita de Manhattan que ficava numa sala escura em que os visitantes podiam entrar quando começava a apresentação. As luzes se acendiam aos poucos e um narrador falava sobre cada pedaço da cidade que estava aceso (assisti duas vezes na mesma tarde!).


Maquete de Manhattan no 106º andar do World Trade Center

Isso faz parte das fotos que um dia irão virar layouts. Fotos assim são a essência do scrapbooking pois contam nossa história e estão carregadas de emoção.

3 comentários:

Sabrina Mix disse...

Oi, Esther!

Suas fotos são incríveis e me fizeram lembrar que eu PRECISO fazer meu álbum dos Estados Unidos.

Estive no local das Torres Gêmeas, mas apenas em 2006, mesmo assim, me emocionei bastante naquele local.

Beijos e sucesso!!!

Consuelo Vermelho disse...

Oi Esther, fato como esse na historia da humanidade é inedito mesmo e jamis gostariamos de rever tal fatalidade movamente...
Que material precioso vc tem, hem!!!
Dignos de um Scrap bem especial...
Meus respeitos de profundo pesar as vitimas do atentado e sinceros sentimentos de pesar pelo ocorrido.
Um grande beijo Consuelo.

Michella Souza disse...

Infelizmente não tive a oportunidade de conhecer o word trade center (nem os EUA...rsrs), mas devia ser lindissimo mesmo!

Beijos e adoro visitar seu blog